Implantes Dentários  Smile.up

Agende a sua consulta e volte a sorrir com confiança!

Implantes Dentários Smile.up
Agende a sua consulta e volte a sorrir com confiança!

Implantes Dentários Unitários e parciais

Implantes Unitários e parciais

A colocação de implantes unitários e parciais permite a recuperação das perdas de peças dentárias, evitando o agravar de problemas como dentes que se deslocam por falta de oponente ou perda de osso.

Implantes dentários para reabilitação total

Implantes dentários para reabilitação total

A técnica All-On-4 (Carga Imediata) oferece a hipótese de ter uma prótese fixa colocada sobre quatro implantes dentários na zona mais anterior dos maxilares. Este tratamento permite recuperar a função e estética dentária.

Tratamento e preço dos implantes All-on-4
Tratamento e preço dos implantes All-on-4
Já se imaginou com um sorriso novo e perfeito? Na Smile.up poderá encontrar a solução que tanto procura! Conheça o tratamento all-on-4 e o respetivo preço.
Ler mais >
Dúvidas comuns sobre implantes dentários
Dúvidas comuns sobre implantes dentários
Os implantes dentários assumem-se como um tratamento de vanguarda para a falta de dentes, no entanto ainda existem dúvidas relativamente à colocação, ao valor e à duração dos implantes.
Ler mais >
Dentes fixos em 1 dia? Conheça o tratamento All-on-4
Dentes fixos em 1 dia? Conheça o tratamento All-on-4
Sabia que pode ter um sorriso novo e saudável em apenas 1 dia? Recupere qualidade de vida graças ao tratamento inovador All-on-4. Saiba como funciona.
Ler mais >

Porquê escolher a Smile.up 

Acesso automático a todas as clínicas do grupo sem necessidade de novo registo

Dispomos de facilidades de pagamento com a aprovação de um plano de  tratamento

Atendimento à hora do almoço e também em horário pós-laboral

Casos reais de implantes dentários 

previous arrowprevious arrow
Slide

«Coloquei implantes dentários e tudo correu muito bem, na cirurgia e depois, sem dor e inchaço na face.Muito bem atendido quer pelo médico quer pelo pessoal auxiliar.»
António Forca
Smile.up Torres Novas

«Fiz implantes dentários na Smile.up sem dor nem sofrimento. Ficou um trabalho excelente. Recomendo a toda a gente. Muita simpatia, atenção e profissionalismo. Parabéns.»
Carla Sampaio
Smile.up Vila Real

"Atendimento eficiente e cordial, localização ótima e boas instalações. Sigo em tratamento de implantes dentários e tenho total confiança nos profissionais que me atendem."
Mónica Barradas
Smile.up Trindade

Slide

«Estou a ser seguido em Torres Novas, onde extraí 4 dentes e coloquei 8 implantes dentários. Tudo correu na perfeição sem dor. Até hoje. Parabéns ao médico.»
António Gibet
Smile.up Torres Novas

«Fiz 8 implantes dentários e tudo correu muito bem, quer durante a cirurgia quer depois, sem qualquer dor e inchaço na face. Muito bem atendido. Recomendo.»
António Força
Smile.up Torres Novas

«Fiz implantes dentários na clínica dentária de Braga e correu tudo bem. Continuo a tratar qualquer problema dentário nesta clínica.»
José Sousa
Smile.up Braga

next arrownext arrow

Lígia Aparício tem 62 anos e vive em Abrantes, mas passa grandes temporadas em Coimbra. Desde pequena que sofre com problemas dentários e ao longo da vida foi perdendo vários dentes.
Ver mais >

Manuel Torres Martins vive em Vila das Aves e tinha falta de dentes, o que o deixava desconfortável com o seu sorriso. Procurou a clínica dentária de Santo Tirso, onde lhe foi recomendado um tratamento com implantes e prótese fixa.

Ver mais >

Henrique tinha falta de dentes e já se alimentava mal porque tinha dificuldades em mastigar. Procurou a clínica dentária de Cantanhede e foi-lhe recomendado o tratamento All-On-Four com Carga Imediata(..)
Ver mais >
Jorge sofria de uma periodontite, foi perdendo os dentes e não conseguia mastigar devidamente. A sua vida social ficou afetada pois não conseguia sorrir, porque a prótese removível estava larga e sempre a oscilar.
Ver mais >

Questões frequentes sobre implantologia

A falta de dentes pode prejudicar gravemente a saúde oral, provocando doenças e sérias complicações na cavidade da boca com repercussões ao nível estético, funcional, emocional e mental.

Quando existe uma perda dentária, os dentes saudáveis tendem a mudar de posição ocupando o espaço vazio, podendo afetar a forma como os dentes superiores e inferiores se encontram e influenciar a forma como fazemos pressão nos dentes durante a mastigação.

Este processo tem um impacto nos músculos e articulações envolventes e, como resultado, provoca dor, perda óssea e gengival, alteração do formato do rosto e envelhecimento da face. Pode ocasionar também má nutrição, gengivite, mordida alterada, espaçamento entre os dentes (diastemas), dores de cabeça, sensibilidade dentária, cáries, disfunção temporomandibular e/ou perda de outros dentes.

A falta de dentes pode ainda dificultar a comunicação provocando o isolamento e aumentando a necessidade de medicação ou ajuda psiquiátrica.

Recorrer a implantologia é essencial para muitas pessoas que se mostram desdentadas na arcada superior ou inferior, ou em ambas. Para além da componente estética, que promove a felicidade e confiança no sorriso para o dia a dia, a colocação de implantes ajuda a recuperar a fonética e a função mastigatória.

O implante dentário é uma solução fixa e definitiva, portanto não removível, que oferece segurança e firmeza para que possa fazer a sua vida normalmente, sem dores ou incómodos durante a mastigação. Evita também problemas de oclusão, instabilidades e fragilidades das próteses removíveis.

A reabilitação com implantes dentários pode ser realizada em qualquer paciente que tenha gengivas saudáveis e osso suficiente para a colocação do implante.
Contudo, os implantes dentários devem apenas ser colocados em pacientes com mais de 18 anos, idade em que a estrutura óssea termina a sua fase de crescimento. A partir dessa idade, deixam de existir restrições ao tratamento, sendo que uma pessoa idosa saudável e com uma estrutura óssea capaz de suportar implantes dentários pode fazer o tratamento.
O tratamento com implantes pode resultar para as seguintes situações:
⦁ Qualquer paciente que tenha perdido um dente, múltiplos ou todos os dentes.
⦁ Pacientes que usam prótese dentária parcial ou total (dentadura).
⦁ Pacientes que não se adaptam à prótese removível.
⦁ Pacientes que estão insatisfeitos com a estética da prótese que usam.
⦁ Pacientes que apresentam perda óssea avançada devido à perda de dentes e/ou uso de prótese ou que apresentam alterações faciais (envelhecimento precoce).
Existem, no entanto, certos fatores que podem diminuir o sucesso do tratamento, como o tabagismo e certas medicações associadas ao tratamento de doenças ósseas, como a osteoporose.
Em caso de falta de osso há técnicas que permitem, mesmo nessa condição, receber um implante. (Já lhe disseram que não podia colocar implantes dentários por falta de osso?)

As próteses removíveis são uma solução de reabilitação oral para quem apresenta falta de dentes, e podem dividir-se em duas categorias: próteses dentárias totais, que se seguram através do vácuo no céu-da-boca, como é o caso das acrílicas; e próteses dentárias parcialmente removíveis, que se imobilizam através de ganchos nos dentes, como é o caso das esqueléticas.

As próteses removíveis (vulgarmente conhecidas como dentaduras ou placas) são uma solução estética e económica, contudo, apresentam desvantagens. Para além de ser necessários removê-las com frequência para fazer a sua higienização, não devolvem a 100% a eficiência mastigatória e ainda podem soltar-se com facilidade e causar contratempos durante a fala e a mastigação. Acresce ainda o facto de poderem potenciar a reabsorção óssea, fazendo com que as próteses deixem de estar adaptadas à boca e necessitem de ajustes frequentes.

Os implantes dentários, pelo contrário, são uma solução inovadora que permite fixar coroas unitárias ou próteses dentárias através de implantes de titânio, um metal compatível com o osso humano que se encaixa com precisão na nossa anatomia, garantindo a segurança e estabilidade durante a fala e a mastigação. Esta solução não danifica os dentes em redor e evita a perda de osso nas zonas sem dentição, não necessitando de acertos.

As próteses dentárias fixas podem ser colocadas no mesmo dia dos implantes dentários (implantes com carga imediata), restaurando a função, a aparência dos dentes naturais e garantindo a qualidade de vida.

Colocar um implante não é um procedimento doloroso. O paciente está anestesiado e não sente dor durante todo o procedimento cirúrgico. Para além disso, o osso perfurado para a colocação do implante não é alvo de muitas intervenções, o que minimiza as dores tanto no procedimento como no momento pós-cirúrgico.

No entanto, como qualquer outro procedimento cirúrgico, o paciente pode sentir algum desconforto, mas será devidamente acompanhado e medicado, de forma a suavizar o processo.

Como em qualquer outro procedimento cirúrgico, podem surgir contaminações ou infeções após a colocação de implantes. Contudo, sob a supervisão do médico dentista e seguindo as suas recomendações, o processo corre na normalidade.

Cada caso é um caso, não sendo possível definir um tempo fixo para o procedimento cirúrgico. Antes da colocação do implante, será feita uma avaliação detalhada do paciente, nomeadamente do estado do osso e gengivas, analisando todo o seu historial médico.

Ainda assim, em média, a colocação de um implante dentário demora cerca de uma hora.

O material em titânio que compõe o implante dentário é compatível com o nosso organismo, pelo que o risco de rejeição é quase inexistente.

Após a cirurgia, começa o processo de cicatrização e osseointegração que dura cerca de três meses na arcada inferior e entre seis e oito meses na arcada superior.

Assim, para casos mais simples o tempo médio de tratamento com implantes dentários é de cerca de oito meses – desde a colocação do implante até à adaptação do paciente. Já em casos mais complicados e com mais necessidade de intervenções e cuidados, a duração desde a avaliação até ao fim do tratamento pode durar cerca de dois anos.

No pós-operatório, o paciente deve seguir as recomendações do médico dentista. Consultas regulares, cuidados especiais na alimentação e uma correta higiene oral são essenciais para não comprometer o tratamento.

Quando o paciente não tem nem espessura nem condições ósseas para a colocação de um implante dentário, recorre-se ao enxerto ósseo para que se consiga uma solução mais natural e prática. O objetivo do enxerto ósseo é conseguir um maior sustento ósseo para receber o implante dentário.

As dentaduras ou placas são utilizadas por muitas pessoas, embora não sejam 100% compatíveis com o organismo humano. O ideal, especialmente após um desgaste dentário, é trocar as dentaduras ou placas por implantes dentários que lhe vão oferecer mais conforto e maior eficácia ao nível funcional, fonético e estético.

Os implantes dentários substituem os dentes naturais, por isso, os cuidados de higiene devem ser reforçados. Deve ser realizada uma boa higienização oral, com escovagem adequada e uso de fio dentário.
Deve evitar alimentos duros e comportamentos de risco, como abrir garrafas com os dentes, roer as unhas ou morder objetos duros. Convém também evitar o tabaco, refrigerantes e bebidas alcoólicas em excesso.
Mantenha uma dieta saudável e ingira muita água. De 6 em 6 meses, consulte o seu médico dentista para verificar o estado dos implantes dentários.

Com visitas regulares ao médico dentista de seis em seis meses e uma boa higienização oral, os implantes dentários podem durar muitos anos e tornarem-se os seus dentes para toda a vida.

O preço dos implantes dentários varia de caso para caso, sendo necessário avaliar o estado de saúde oral.

O valor é lhe apresentado na primeira consulta de avaliação oral, onde médicos dentários da Smile.up conseguem identificar os problemas de saúde oral e possíveis soluções de tratamento para recuperar o seu sorriso.

Scroll to Top